Dica de hotel no Rio

Há alguns lugares que respiram design!

Foi a impressão que tive quando fiquei no Hotel 1900, no Rio. Esse hotel, cheio de charme, me conquistou antes mesmo de fazer minha reserva online. Estava procurando uma hospedagem com custo benefício ótimo, conforto, segurança, sem muito luxo, até mesmo porque o objetivo da minha viagem era profissional e eu não teria tempo para descanso. Seria possível encontrar um lugar com preço bom, bem localizado, seguro e no Rio de Janeiro? Felizmente a resposta foi: – Sim!

Encontrei o site do Hotel 1900, bem lindo, bem feito, bem clean! Adianto o link para interessados: www.hotel1900.com.br. Fiquei muito animada porque já havia me hospedado no Catete quando fui a outro evento de design com uma amiga. Para quem curte, na época foi um workshop do Alexandre Wollner. Inesquecível!

Bom, mas voltando ao momento da reserva online, tudo pareceu perfeito, e confesso, não me decepcionei com nada durante a hospedagem. Pelo contrário, só tive surpresas positivas. Encontrei um hotel que reconhece o design gráfico como uma das ferramentas mais estratégicas para o desenvolvimento de negócios. Uma ferramenta que diminui custos, otimiza investimentos, faz vender mais e torna a vida das pessoas melhor! Antes de ser reformado, ele se chamava Hotel Rio Lisboa! Olhem o antes e depois, que interessante!

O Hotel 1900 é pequeno, tem somente 3 andares, a fachada tombada, mas é totalmente reformado. Por estar bem centralizado no Rio, há uma restrição quanto ao espaço interno dos quartos, que é circunstancialmente pequeno, mas muito bem compensado pela decoração, a roupa de cama novinha e cheirosa, armário, cofre, espelhão, um banheiro excelente, com secador de cabelo, amenities personalizadas com a identidade do hotel e uma ducha capaz de zerar qualquer stress relativo ao trabalho e ao calor. O quarto que fiquei foi o 1931, e a decoração se relacionava com a data. Nesse ano, o monumento do Cristo Redentor foi inaugurado, antes o local era apenas um mirante. Que sorte ficar nesse quarto!

Amei também a sinalização interna dos espaços. Os pictogramas são bonitos, aplicados sob acrílico transparente, cumprem seu papel com descontração. O elevador também é lindo! Suas paredes são de vidro jateado e recebem uma plotagem de recorte em vinil preto! O painel do elevador também tem plaquinhas de acrílico personalizadas indicando os números (em anos) dos quartos de cada andar.

Se a infraestrutura foi nota dez, posso dizer o mesmo para o atendimento. Além da equipe da recepção ser rápida, é muito cortês em receber as pessoas e explicar sobre outras simpatias do hotel, como uma política ecológica de desconto no frigobar na economia da troca de toalhas, acesso a wifi gratuito e cortesia de sopa ou salada no salão Blanco & Gonzales, sempre às 19h.

Tenho que lembrar também de descrever a varandinha da entrada do hotel. Com bancos gigantes e mesas de madeira, fica bem na frente da fachada e dá para relaxar ali admirando o desenho do prédio, conversando ou esperando o táxi. Tudo muito bem cuidado, desde o projeto de arquitetura ao projeto de design gráfico, feito pelo escritório carioca ODois Design. Coloco a seguir algumas fotos que encontrei no site do ODois Design e algumas tiradas por mim.

Resumindo, o hotel teve a cara da minha viagem para a 11ª Bienal Brasileira de Design Gráfico e fica a dica para quem precisar de um pouso charmoso no Rio de Janeiro.

Bon voyage!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *